Contos eróticos | Perigo em Familia | Exibicionismo

Exibicionismo / Perigo em Familia

Flavia, minha cunhada, é uma coroa muito gostosa e provocante e sempre demonstrou interesse por sacanagem pois quando falamos no tema ela fica com os olhinhos muito brilhantes.

Eu sou um exibicionista de muitos anos e, já passei por bons e maus momentos por isso, mas não consigo segurar uma oportunidade.

Sempre sonhei em me exibir para ela e muita punhetas foram batidas em sua homenagem.

A grande oportunidade aconteceu de uma forma não planejada.

Estava eu, nos ultimos dias de férias e minha mulher no trabalho, instalando um novo computador em casa com webcam. Faltava apenas eu testar a bendita camera.

De repente lembrei que a Flavia havia comprado um laptop novo e que falava com sua filha no exterior usando a câmera.

Ah, surgiu a idéia de me exibir para ela como eu sempre desejara... era a chance.....

Como ela não tem a menor afinidade com os hardwares da vida, eu me aproveitei disso e lancei o maior 171 ..... vejam só.....

Entrei no skype e ví que ela estava conectada.... hummmmmm... meu coração batia a 1000 por hora... mau poduia esperar.....

Tirei minha bermuda, fiquei peladão e sentei na cadeira em frente ao computador.

Chamei a Flavia e ela prontamente atendeu e aí disse...

Flavia, preciso de sua ajuda na instalação de computador com uma camera que comprei.

Ela, muito solícita me disse que sim....

Para isso eu pedi que ela liberasse minha camera e a dela ....

Ela também aceitou e pude vê-la.... muito linda e gostosa.... hummm... esta seria minha grande chance....

Nesta hora o coração estava na boca querendo explodir....

Ela ficava olhando, como sempre curiosa, esperando a minha imagem aparecer.

Liberei a camera e me mantive sentadinho e comportado....

Aí veio a hora tão esperada.....

Perguntei à ela se estava me vendo bem pois tinha duvida sobre isto.

Ela confirmou que a imagem estava perfeita.

Eu, muito malandro, disse que já havia feito alguns testes e achava que algum cabo poderia estar com defeito..... rsrsrsssss ... e que cabo.... ele já estava bem duro e molhadinho, mas ainda escondidinho....

Eu, marotamente, cliquei e desabilitei a camera mas continuei falando com ela.

Flavia, me desculpe, não desligue pois vou providenciar outro cabo para ver se volta a funcionar a camera. Ela topou .... belezaaaa...

Aí, iniciei o movimento de levantar da cadeira ao mesmo tempo em que clicava na camera e a liberava de vez..

Este foi um dos momentos mais nervosos e onde meu tesão foi nas alturas.....

Continuei levantando, tentando ser o mais "natural" possível, mostrando inicialmente minha bunda e depois virando de perfil para que ela visse meu pau de perfil e saí de foco, como se estivesse saído para procurar o cabo.

Ouví ela dizer.... Xiii... ele está pelado..... com uma voz que nunca havia percebido antes, isto me deixou muito excitado.

Mas eu precisava de algo mais.... e tive uma ideia...

Desliguei novamente a camera simulando novamente o problema e, voltando ao computados disse que havia trocado o cabo e que queria saber se estava funcionando.

Para minha surpresa ela disse que não estava e num tom de voz alterado. Percebí que ela estava excitada e que não queria que eu soubesse que ela havia me visto nú.

Aí a coisa estava aberta para que, sem receios, eu pudesse me exibir da forma mais safada possível para meu deleite e também o dela.

Pedí para que ela não se importasse comigo, continuasse fazendo seus afazeres e que eu continuaria tentando consertar a camera.

Ela provavelmente não imaginava que eu também podia vê-la pois pensava que o meu problema fosse geral.

Aí começou a "seção piroca".... hummmmm

Levantei, dei a volta na mesa e esticando o braço acionei a camera e ela permanecia tal qual "hipnotizada" procurando minha imagem na tela.

Ela chegou a colocar os fones de ouvido para ouvir os sons da sala, tinha os olhos fixos e nem piscava para não perder nada.

Não aguentei e fui até a cadeira, com o cacete rígido como uma tora, todo molhadinho de tesão ao encontro do "meu sonho"!!!

Eu estava muito feliz pois sabia que ela gostava de me ver todo excitado.

Puxei a cadeira de forma que a camera pegava todo o meu corpo e comecei a me acariciar lentamente e ela quase "entrava" na tela para ver melhor.

Meu pau estava em condição de endurecimento tal qual eu nunca me recordo de tê-lo e a proximidade do gozo chegava rapidamente.

Lembro que levantei algumas vezes para mostrar meu corpo todo e dar um tempo para não gozar muito rápido.

Como ela estava ouvindo, não economizei nos gemidos... ela estava com a boca seca e eventualmente passava a lingua em seus lábios, o que me deixava mais louco ainda.

Tive vontade de gozar falando o nome dela mas me contive... acho que foi o certo..

Quando sentí que iria gozar, me aproximei da camera e coloquei "ele" no foco ´principal, cuidando para que saísse de vez em quando.

Aí foi que ela ficou louquinha, procurando por "ele" à todo momento pois não queria perder o "espetáculo" da gozada.

Quando ví que iria gozar, preparei a palma da mão para receber todo o líquido que seria jorrado e poderia depositar para ela ver a quantidade.

Gozei como um touro louco e me esvaí em granders golfadas de porra. onde a concha da mão não foi o suficiente para conter tanta quantidade.

Gemi como nunca e ela respirava com dificuldade......

Limpei a mão num punhado de papel higienico que eu havia separado e voltei até a cadeira e sentei, bem relaxado, com o pau ainda duro, pulsando, sendo acariciado por mim e olhando para aquele tesão de mulher.

Fiquei assim por uns minutos e resolví fazer o que de melhor poderia.... levantar tranquilamente como se nada houvesse acontecido e desligar novamente a camera.

Lembro que ela permaneceu na frente da camera por longos minutos, esperando que eu aparecesse novamente e depois de um tempo.... desligou.

Até hoje, passados alguns anos, eu não tive coragem de "tocar" no "assunto" com ela.

Na primeira vez que nos encontramos, após o ocorrido, eu tentei demosntrar a maior naturalidade possível mas notei que ela me olhava de uma forma totalmente diferente do que acontecia antes.

Provavelmente esta foi a minha experiência exibicionista mais emocionante e para a qual não tenho nenhum remorso pois nóis dois fomos "premiados" por quase 1:30hs de prazer e emoção total.

Flavinha(nome fictício), quero te agradecer pelos bons momentos que passamos "juntos" e que, quando houver nova oportunidade, pode ficar certa de que te brindarei novamente com meu cacete grande e grosso.

Não vejo a hora......

Gostou? Vote no Conto:

18/02/2010 | 132363 visitas

 
 

Comentários

  • antonio diamante postou em 13/01/2014

    muito bom

  • HhJqLrESUUVxYj postou em 02/06/2013

    5bQNc9 thqkzllhuvjn

  • wCHfUoJcSsj postou em 30/05/2013

    XU5wqo srqjyjenqvuu

  • fbrScsSQQRErDNxxofh postou em 28/05/2013

    jrd:a mina que o alferes pisou tem algmaus semelhane7as com a actual crise econf3mica: sene3o morrermos da explose3o (desemprego, etc.) morreremos provavelmente de ataque cardedaco (medidas para combater a crise).

  • pcXGWJdgovS postou em 26/07/2011

    Ca9FuW , [url=http://woedvevuvtws.com/]woedvevuvtws[/url], [link=http://fzxpateukjnj.com/]fzxpateukjnj[/link], http://jbfoaozxbueb.com/

  • ciZmxggXzgx postou em 26/07/2011

    x97T5F xypdbiscgkiv

  • hQVGbagrAuofwA postou em 24/07/2011

    hzcW88 , [url=http://ebdpgolasbxk.com/]ebdpgolasbxk[/url], [link=http://haqiottabnqd.com/]haqiottabnqd[/link], http://rjcuvknjeqtw.com/

  • XhfVJsbEjbElIoTZc postou em 23/07/2011

    You're the grateest! JMHO

  • Luiz postou em 05/11/2010

    Minha irmã ja apareceu nua mostrando seiso buceta etc... nao aguentei invadir o quarto dela agarrei pelo cabelos coloquei de 4 e enfiei tudo na buceta dela foram 25 minutos de foda acabei gozando 2 vezes dentro daquela buceta apertadissima o que aconteceu daqui a 30 dias sei lá tomara que não dê em nada



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

 confirmacao * Todos os campos são obrigatórios
 
 
bundas gostosas amadoras